quinta-feira, 2 de março de 2017

MEAP - MISSÃO EVANGÉLICA DE ASSISTÊNCIA AOS PESCADORES - RELATÓRIO


MEAP - RELATÓRIO DE ATIVIDADES

CONHEÇA AS ATIVIDADES DA MEAP. ORE E CONTRIBUA POR ESTA MISSÃO.




A MEAP AM está alcançando as comunidades do Rio Purus. Um rio com a extensão de mais de 3.000 km, com uma sinuosidade impressionante e com um percentual de menos de 3% de presença evangélica constatada. São mais de 1.200 comunidades sem nenhuma presença evangélica assistida e as pessoas vivem em miséria física, material e espiritual, dominados pelo medo e superstição. 

Estamos trabalhando com alvos específicos, divididos em duas fases:

Estruturação: Em 2016, com conhecimento e a interação dos missionários na região, formação de um conselho administrativo e a aquisição de equipamentos e barcos. Deus nos presenteou com dois barcos e uma canoa de alumínio com um motor de popa 40 HP.

Implantação de Bases: Iniciamos em fevereiro/2017 o trabalho para estabelecer quatro bases ao longo do Purus - Lábrea, Pauiní, Canutama e Tapauá - reduzindo a distância de acesso às comunidades. A partir dessas bases, as equipes missionárias realizarão visitas regulares às comunidades, evangelismo, discipulado e treinamento de liderança nativa visando a plantação de igrejas, em parceria com igrejas apoiadoras.

Essas bases também servirão de abrigo para famílias ribeirinhas que vêm para os 'pólos' em busca de serviços médicos e outros. Funcionarão também como um centro de treinamento e formação de lideranças nativas. 

A primeira base já está instalada em Lábrea. Estamos implantando a segunda base na região de Pauini, há 700 quilômetros de Lábrea, pelo rio, uma região de difícil acesso e alcançável somente por barcos ou pequenos aviões.

Motivos de oração

Obreiros comprometidos e dispostos; barcos, motores de popa e canoas de alumínio; livramento dos perigos da selva, malárias, febre amarela e demais doenças tropicais.

Muito obrigado por sua participação financeira no ministério da MEAP. 
Juntos prosseguimos anunciando o Reino de Deus aos pescadores e ribeirinhos.


CONHEÇA O TRABALHO DA MEAP. VENHA PARTICIPAR.

video

PARA CONTRIBUIR: Acesse meap.net.br e escolha o meio que melhor lhe atenda.

A DEUS SEJA A GLÓRIA.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

PROJETO CAMPOS BRANCOS - MISS. KELEM GASPAR - RELATÓRIO MISSIONÁRIO

RELATÓRIO MISSIONÁRIO
PROJETO CAMPOS BRANCOS
Miss. Kelem Gaspar
Maracanã - PA

 PLACA INDICATIVA DO PROJETO CAMPOS BRANCOS
 SALA DE AULA
 ALOJAMENTO DAS MISSIONÁRIAS
 AUDITÓRIO
PRÉDIO DA SEDE DO PROJETO

Saudações na Paz do Senhor, 

Estamos lhe escrevendo para lhe colocar a par das vitórias alcançadas em campo com a sua ajuda, foi realmente o Senhor que lhe colocou em nosso ministério missionário para que juntos pudéssemos alcançar os perdidos e dar esperança aqueles que já não tem nada. Como você sabe, escolhemos trabalhar entre os mais pobres e menos alcançados da região Amazônica e Nordestina. O que não é fácil e envolve uma rotina de muita persistência e fé. Mas, graças a Deus que podemos contar com sua ajuda.

Bem, aqui na creche escola Peniel 1/Maracanã, estamos trabalhando para levantar os recursos necessários para a compra do material escolar das cento e vinte crianças atendidas aqui e para a compra dos alimentos para o primeiro mês. Também estamos reformando nossa pequena biblioteca e fazendo uma salinha de música. Sei que será uma benção! Estão todos muito animados.

Na creche Escola Peniel /Derrubada, terminamos a pequena casa da missionária Natália que a partir de Janeiro passou a ajudar a missionária Nalvinha em tempo integral, tem sido uma benção. Nessa unidade já temos mais de cem crianças sendo alfabetizadas e alimentadas.
No Campo de Beira Mar , os missionários Nai e Gisele, estão esperando seu primeiro bebê. Eles moram em uma pequena casa de barro e já ganharam cinco almas nessa difícil localidade. Nós temos nos esforçado para que nada falte, ore por esse abençoado casal e para que nada falte ao pequeno missionário(a).

Em Borralhos, as missionárias Elene e Jéssica tem se esforçado para alcançar até a última criança da comunidade, o que não é fácil devido a distancia e a dificuldade de deslocamento. Estamos trabalhando para decorar as salas de aula e comprar todo o material escolar e do discipulado.

Na Peniel na Ilha de São Tomé/Marajó, vamos iniciar nossa classe musical com as flautas que conseguimos, parece um sonho! Estamos também decorando, arrumando e comprando os materiais devagar...Deus há de usar alguém.

Na Peniel em Cobras/Pi, só vitória! A creche está pronta e todo o material para o inicio das aulas já foi providenciado. Deus tem sido tão cuidadoso com essa obra! Mais de cem crianças atendidas no extremo sertão piauiense. É um verdadeiro milagre!

Conseguimos uma casa emprestada em comunidade ribeirinha não alcançada na comunidade de Tatuteua e as missionárias Flávia e Ana já se mudaram para a humilde casa de barro que nós reformamos e estamos , aos poucos, comprando os móveis necessários . As crianças dessa comunidade estão muito ansiosas pelo inicio das aulas, logo compraremos as mesas, cadeiras, material escolar e quadros brancos. Sinto que falta pouco. Enquanto isso, o trabalho no Jaucaia Continua a todo vapor. Não vamos desistir desse povo.

Ah, e para a glória de Deus, já construímos a pequena casa de alvenaria na comunidade quilombola Bacabau e acabamos de cobri-la, só falta agora o reboco, o piso e as instalações elétrica e hidráulica. Logo já poderemos começar o ensino, a comunidade está muito animada. E nós também!

Então, os desafios são gigantescos, são dezesseis missionários em tempo integral, cerca de seiscentas crianças atendidas e oito bases em atividade. Sem nenhuma ajuda pública, só com a colaboração de pessoas que amam a obra de Deus, como você. E assim avançamos, de fé em fé, de milagre em milagre e de vitória em vitória.

Temos orado por você e cremos que Deus lhe recompensará por tudo o que tem feito!
Só lhe pedimos que continue ao nosso lado, avançando conosco nessas conquistas...

Onde está cada um de nós, pregando e ensinando , ali você está também.

Obrigada por tudo, por cada oração, por cada oferta...

Você é parte desse ministério!

 Kelem Gaspar

SUA AJUDA MISSIONÁRIA TERÁ UMA RECOMPENSA.

UMA PEQUENA AJUDA TERÁ UM GRANDE RESULTADO.

AQUI NA TERRA E TAMBÉM NO CÉU.

___________________
Kelem Gaspar
Projeto Campos Brancos
PA 127, Km 39,  Ramal Caiacá, 00
Maracanã-PA CEP: 68710-000
Contato:
Blog: missionariakelem.blogspot.com
Cel: (91) 99632-1640

Contas Bancárias:
BB (Associação): Ag: 2123-7 - C/C: 19.167-1      -     BB (Kelem): Ag 1436-2 / CC 6993-0      -     Bradesco (Kelem): Ag: 0697-1 - C/C: 0523.164-7     -       CEF (Kelem): Ag: 4684 - Op: 013 - C/P: 7622-0

domingo, 1 de janeiro de 2017

ERITREIA - O Tempo Na Prisão me Transformou


Deus usa as situações mais adversas para transformá-las em bençãos. É necessário ficar atento para entender a vontade de Deus. Neste início de 2017 troque seus "por quês?" por "para que, Senhor?". Lembre-se de que Deus está no controle da nossa vida. Não olhemos para as adversidades, para as circunstâncias, vamos olhar para o Senhor que tudo sabe fazer e muito mais além do que pensamos ou imaginamos. Vamos deixar Deus trabalhar, a obra dEle na sua e na minha vida está apenas começando. Teremos 365 dias de caminhada. Deus está conosco.

Adeus Ano Velho. A DEUS Ano Novo.


“O tempo na prisão me transformou” 


É  muito  difícil  viver  sem  esperança!  É  a  maneira  mais  fácil  de  morrer  rapidamente",  afirma  Aberash*, um  cristão  que  passou  três  anos  numa  prisão  na  Eritreia.  Ele  foi  preso  em  2011,  quando  um  vizinho informou  à  polícia  que  Aberash  realizava  encontros  cristãos  em  sua  casa.  A  família  tentou  tudo  para tirar  o  cristão  de  lá.  "Eles  chegaram  a  passar  fome  para  que  eu  pudesse  comer.  Doeu-me  pensar  em seus  sacrifícios.  Depois  de  dois  anos  eu  caí  em  profunda  depressão.  Fiquei  muito  zangado  com  Deus  e o  questionei:  'Por  que  estou  aqui?  Eu  estava  fazendo  coisas  boas  para  você.  Então,  por  que você  deixou  isso  acontecer  comigo?’  Eu  não  tinha  compreensão  da  perseguição  que  os  cristãos enfrentam”, conta ele. Uma  vez,  quando  ele  recusou  revelar  informações  sobre  outros  líderes  cristãos  e  encontros  nas  casas, os  guardas  acorrentaram  as  pernas  deles  durante  dias  e  o  espancaram.  Foi  quando  ele  sofreu  um leve  derrame  que  o  deixou  parcialmente  paralisado.  Nessa  época,  Aberash  tinha  perdido  a  esperança e  acreditou  que  fosse  melhor  morrer.  Ele  fez  greve  de  fome  e  esperou  até  que  desfalecesse.  O  que ele  não  esperava  era  ser  surpreendido:  “Em  vez  disso,  parecia  que  ficava  mais  forte.  Depois  de  mais de  uma  semana  eu  realmente  parecia  melhor  do  que  antes.  Os  carcereiros  nem  perceberam  minha tentativa. Fiquei furioso com Deus”. Depois  de  um  tempo,  o  cristão  passou  a  entender  que  existia  algum  propósito  naquela  situação.  "Eu não  tinha  mais  força  para  lutar  e  fazer  as  pazes  com  Deus.  Foi  quando  ele  me  ensinou  a  ficar  quieto, ter  paciência  e  esperança  nele.  Tudo  mudou!  Meu  relacionamento  com  ele  se  tornou  mais  profundo do  que  nunca.  Eu  experimentei  seu  conforto  de  uma  maneira  muito  real”,  explica  o  cristão.  Páginas da  Bíblia  que  eram  passadas  entre  presos  chegaram  à  Aberash.  “Essas  páginas  eram  melhores  que  o ouro!  O  poder  da  Bíblia  é  real.  Tornou-se  alimento  que  mantinha  nossas  almas  vivas  e  nossas  mentes firmes.  Nós  ouvíamos  secretamente  uma  estação  de  rádio  cristã  à  noite.  Era  maná  do  céu.  Eu também  recebi  apoio  na  forma  de  dinheiro  e  roupas  de  cristãos  do  exterior.  Isso  foi  muito  encorajador e fiquei surpreso com a preocupação deles conosco", relata Aberash. Os  funcionários  da  prisão  notaram  a  mudança  de  atitude  do  cristão  e  nomearam-no  para  fazer  tarefas de  manutenção.  "Quando  comecei  a  ver  as  pequenas  mudanças,  perdi  o  desejo  de  deixar  a  prisão. Nós  compartilhamos  a  comida  que  nossas  famílias  traziam  com  os  guardas  e  isso  abriu  oportunidades para  diálogos.  Nós  nos  tornamos  como  irmãos  e  eles  começaram  a  ver  os  cristãos  de  maneira diferente. Também ajudei os cristãos recentemente presos a se adaptarem à vida lá dentro". Um  certo  dia,  Aberash  foi  informado  que  estava  liberto:  "Lembro-me  de  gritar  e  abraçar  meus companheiros  quando  ouvi  a  notícia.  Todos  nós  choramos  de  alegria.  Eu  me  sinto  muito  abençoado.  O tempo  na  prisão  me  transformou.  Eu  pensei  inicialmente  que  era  uma  maldição,  mas  mais  tarde  eu  a vi  como  uma  grande  bênção,  pois  tive  a  oportunidade  de  mostrar  o  amor  de  Cristo  e  de  compartilhar o  evangelho  com  pessoas  que  nunca  teria  conhecido.  Aprendi  que  a  perseguição  pode  purificar  ou destruir a fé de uma pessoa. O resultado depende da atitude da pessoa".

*Nome alterado por motivos de segurança.

Pedidos de Oração

  • Agradeça a Deus por transformar a experiência na prisão de Aberash em uma bênção. Peça para que isso ocorra também com outros que permanecem presos por sua fé.
  • Louve ao Senhor pela generosidade dos cristãos ao redor do mundo que permitem que os irmãos presos recebam assistência na prisão.
  • Agradeça ao Senhor também pelo ministério de rádio que se tornou a igreja para muitos deles. Interceda pela igreja na Eritréia. Que o Senhor traga liberdade a seu tempo.
  • Ore para que o governo perceba que eles estão tratando amigos como inimigos. Que os cristãos sejam sábios para serem sal e luz na Eritreia.

Eritreia

Apelidada de "Coreia do Norte da África", a Eritreia está entre os países mais restritos em termos de liberdade de religião, de imprensa e garantia dos direitos humanos
A situação dos cristãos é agravada por causa do extremismo islâmico, cada vez mais presente no país, pelo regime governamental, autoritário e intolerante, bem como pela pressão das igrejas históricas registradas para com os cristãos independentes.
Atualmente, a Eritreia tem uma população de aproximadamente 5,4 milhões. Segundo pesquisas, ao menos metade da população da Eritreia é cristã, dividida entre cristãos ortodoxos, católicos e protestantes. Todas as igrejas evangélicas estão fechadas desde uma lei em 2002, mas apesar das grandes limitações, elas têm crescido. Seguidores de Cristo se reúnem secretamente em igrejas subterrâneas e arriscam suas vidas, sob pena de serem presos, unicamente para dizer a Jesus o quanto eles o amam.
Os cristãos enfrentam severa perseguição por causa do extremismo islâmico, principalmente os novos convertidos que têm origem muçulmana. A pressão vem de todas as esferas da vida (privada, familiar, comunitária, religiosa e governamental). Por causa da fé em Jesus, muitos se encontram marginalizados na sociedade, milhares foram presos ao longo dos anos e muitos morreram como prisioneiros.
Há milhares de cristãos presos por causa de sua fé, mantidos em condições desumanas, presos em contêineres de metal ou em celas subterrâneas. Infelizmente, é muito difícil dizer o número exato de pessoas que morreram nas prisões devido à tortura, negação de atendimento médico e negligência das autoridades. Mais de 30 cristãos foram mortos, incluindo três irmãs enquanto tentavam fugir do país. A igreja na Eritreia está enfrentando a pior perseguição de sua história.
O governo tem apoiado a ascensão e expansão do islamismo radical no Chifre da África, oferecendo meios e métodos ao grupo Al-Shabaab. Por causa disso, muitos estão deixando o país via países vizinhos - Sudão, Etiópia e Egito - e tornaram-se uma presa fácil para o tráfico de pessoas. Alguns foram capturados e decapitados na Líbia pelo Estado Islâmico. Ainda assim, muitos partiram para a Europa por barco através da traiçoeira viagem pelo Mar Mediterrâneo. Isso significa que a situação na Eritreia também está contribuindo para a crise global dos refugiados. De acordo com um relatório do ACNUR de novembro de 2014, 22% de todos os refugiados que chegam à Itália por barco são da Eritreia. "Mesmo sabendo que há uma probabilidade muito elevada de cair nas mãos de traficantes e grupos radicais cruéis, como o Estado Islâmico, os cristãos eritreus ainda estão desesperados para fugir do país", disse um investigador.
“Perdoar aqueles que nos perseguem não é fácil, mas Cristo nos chama a sermos misericordiosos e nos alertou que segui-lo e pregar o seu evangelho traria perseguição. Hoje eu sou um verdadeiro testemunho da grande obra de Deus! Agora eu encorajo vocês, meus irmãos e irmãs, de que muitas vezes quando Deus tem um grande plano em sua vida, Ele permitirá que você passe por situações difíceis, quase insuportáveis.” Líder cristão eritreu.